Pesquisar:







banner_yoga_pro_br

Cursos e eventos

Vedānta com a Professora Gloria Arieira, Junho de 2017, Portugal
Casa Ganapati
08-03-2017


Vedānta existe para aquele que tendo descoberto uma insuficiência no mundo para encontrar uma plenitude volta essa busca para si mesmo.

GLORIA_ARIEIRA_POST_FACEBOOK_final

Meditação, ciclo de sat saṅgas, 6, 7 e 8 de Junho, Casa Gaṇapati, Porto

Muṇḍaka Upaniṣad, 15 (feriado), 16, 17 e 18 de Junho, Casa Gaṇapati, Porto



"Na parte final de cada um dos quatro Vedas encontram-se as Upanishads. A estas é dada a designação geral de Vedanta. A palavra se deriva de vedanam antah, que significa o final dos Vedas. Outra designação dada às Upanishads, geralmente usada e que carrega uma significação importante, é Sruti, que significa aquilo que é ouvido. Aqui podemos apreciar que as Upanishads não são um conhecimento teórico contido em livros, mas um ensinamento que deve ser ouvido.

Vedanta não é um sistema filosófico. Tampouco religião. Vedanta é uma tradição de ensinamento transmitido de mestre a discípulo num fluxo perene desde tempos imemoriais. Assim como não podemos dizer o que veio primeiro, se a árvore ou a semente, é impossível delinear um começo para esse ensinamento."
Leia mais sobre o que a Professora Gloria Arieira escreveu sobre vedānta, aqui


Meditação, Ciclo de Sat Sagas, 6, 7 e 8 de Junho das 21.30h às 23h na Casa Gaṇapati


"Várias palavras em Sânscrito podem ser traduzidas como meditação. O que mostra como meditação é importante na tradição dos Vedas. Diferente do que se fala comumente, a meditação não transforma o meditador nem o une a algo maior. Isso porque na visão dos Vedas, em especial de Vedānta, o meditador e o meditado, ou o buscador e o buscado, são idênticos. E entender isso é o objetivo de Vedānta.
A meditação é para levar você a você mesmo. Capacitar a pessoa a estar consigo mesmo. Para isso, a pessoa deve ter conhecimento do Eu completo que é; e também deve preparar sua mente para que ela se torne meditativa.
Assim, meditação ganha significados diferentes, todos relevantes, e vinculados ao que se pretende alcançar.
Nesses satsaṅgas sobre Meditação, tudo sobre este tema será tratado em detalhes."


Local:
Casa Gaṇapati
Rua Marechal Saldanha, 721, Porto


Valor e inscrição:
completo : 40€
1 satsanga: 20€
2 satsangas: 35€
(Inscrições a partir de 30 de Maio de Junho sofrem um agravamento de 15€)
(Inscrições a partir de 30 de Maio num só satsaṅga sofrem um agravamento de 5€/satsaṅga)

A inscrição será feita por email e obrigatoriamente confirmada com o pagamento, após terem sido facultados os respectivos dados. As vagas são limitadas, portanto inscreva-se com antecedência.

Organização e inscrições:
Casa Gaṇapati
casaganapati.com
ana@casaganapati.com




Muṇḍaka Upaniṣad, 15 (feriado), 16, 17 e 18 de Junho, Casa Gaṇapati, Porto


"As várias Upaniṣads compõem a base da tradição dos Vedas e falam sobre a natureza livre de limitação do Eu. Além disso, direcionam o estudante a viver uma vida significativa, mesmo dentro da sociedade; esta é chamada de karma yoga, uma vida de Yoga.
As Upaniṣads conduzem a pessoa para a busca do Eu que é livre e completo, libertando-a da busca de ser uma pessoa perfeita, de ter corpo e mente perfeitos.
A Muṇḍaka Upaniṣad é geralmente a primeira Upaniṣad a ser estudada, pois explica a tradição de estudos e o processo pelo qual o estudante passa até dar uma direção clara para sua vida.
Uma busca quando não tem direção certa é como um jogo de "cabra-cega" - há uma procura mas não se sabe do que e para onde. Quando o objetivo da vida fica claro, aí sim a busca tem uma direção e o resultado é certo. Alcançar algo é significativo, mas só saber o que se busca já faz diferença em nossa vida.
O estudo desta Upaniṣad, com o suporte das palavras do grande mestre Śaṅkarachārya , será o foco do curso na Casa Gaṇapati."

Horário de sexta 15 (feriado) a domingo 18 de Junho

9.00h - Muṇḍaka Upaniṣad
10.30h - Intervalo
11.15h - Muṇḍaka Upaniṣad
12.30h - Intervalo para almoço
15.00h - Canto do Āditya Hṛdayam
16.00h - Intervalo e chá
16.30h - Muṇḍaka Upaniṣad
17.30h - Sat saga, perguntas ou meditação
18.00h - Namaste!

Nota: No Domingo, dia 18, terminaremos às 16.30h para permitir o regresso a casa com mais tempo.

Sobre o texto que aprenderemos no canto: Aditya-hrdayam, o coração do Sol

"Esta composição é do sábio Agastya e foi ensinada a Rama no campo de batalha com Ravana, em Lanka. Ravana havia raptado Sita, a esposa de Rama. Ele a procura por quase 1 ano e por fim a descobre, com a ajuda de Hanuman, em Lanka. Rama precisa lutar com Ravana, depois de longo combate com seus guerreiros, num duelo final. Neste momento, Rama está cansado e desanimado ao ver a força de Ravana. O sábio Agastya chega perto de Rama e lhe ensina este canto, Aditya-hrdayam, em honra do Sol, para o fortalecimento mental e físico de Rama, neste momento tão difícil e desafiador. O sucesso é certo para quem canta estes versos com devoção."


Local:
Casa Gaṇapati
Rua Marechal Saldanha, 721, Porto

Aqueles que precisarem de ajuda para conseguir alojamento podem contactar a organização.

Valor e pagamento: 180€
A inscrição será feita por email e obrigatoriamente confirmada com o pagamento, após terem sido facultados os respectivos dados. As vagas são limitadas, portanto inscreva-se com antecedência.
O pagamento do curso poderá ser parcelado da seguinte forma: 100€ no acto da inscrição e o restante até 15 dias antes do curso.

Inscrições a partir do dia 1 de Junho sofrerão um agravamento de 30€.


Por motivo de organização:

· As inscrições só se efectivam com o pagamento do evento.
· Não serão feitas quaisquer excepções quanto às datas de pagamento.
· Não serão admitidas reservas de lugares.
· Não serão feitos reembolsos dos valores pagos.
Agradecemos a sua compreensão.

Organização: Casa Ganapati
Mais informações: ana@casaganapati.com ou 919022478



Sobre a Professora,
Gloria
Gloria Arieira é a Directora Presidente do Vidya Mandir, centro de estudos de Vedanta e Sânscrito do Rio deJaneiro. Em Janeiro de 1974 foi para a Índia estudar com Swami Dayananda, que se tornou o seu Mestre. Estudou com ele até Julho de 1978, regressando então ao Brasil. Além de permanecer no Ashram Sandeepani Sadhanalaya, um local de estudo e vivência com o mestre, em Mumbai, também estudou noutros ashrams em Uttarkashi e Rishikesh, no norte da Índia. Viajou também pelas várias regiões da Índia, para participar em cursos, palestras e visitas a lugares sagrados, como os templos de Tamil Nadu e Kerala, conhecendo melhor a tradição cultural e religiosa dos Vedas. Desde o seu regresso, ensina Vedanta e Sânscrito no Rio de Janeiro e noutras cidades do Brasil, bem como na Argentina e Portugal. Dedica-se ainda ao trabalho de tradução para o Português dos textos em Sânscrito, como a Bhagavadgita, Upanishads e vários outros. É responsável pela publicação em português dos livros de Swami Dayananda, editados pela Vidyamandir Editorial, e de outros livros como: Orações Milenares, Puja - a realização de um ritual védico e Tattvabodha, o conhecimento da verdade.

Gloria Arieira é uma das discípulas mais antigas e proeminentes do Swami Dayananda e professora de professores.

Partilhe este artigo: 
| Mais


 

 



Desenvolvido por pontodesign  
 X