Pesquisar:







banner_yoga_pro_br

Teachings

Sat Sanga com Swami Dayananda
Gustavo André Cunha
21-07-2008


P: Qual deverá ser o propósito da vida de cada um ?

R: A vida é para ser vivida. Viver é aceitar os factos. Se você está vivo para os factos tudo se torna claro. Um indivíduo deverá viver através da experiência dos resultados das acções.

P: Qual é o caminho certo para a felicidade ?

R: Você deverá saber o que te faz feliz neste mundo. Nenhum lugar em particular, nenhum momento em particular te fará feliz. A felicidade é natural. A infelicidade é criada, você tem que trabalhar para ela. Numa mente que não projecta você descobre a felicidade que é a natureza de cada um. Você abraça a felicidade quando a sua mente assume uma certa disposição. Para ser feliz você necessita da você próprio. A chave para a felicidade é você aceitar você mesmo como você é e o mundo como ele é. Você pode melhorar o mundo para uma vida saudável. Conforto e saúde, por si próprios, não o fazem feliz.

P: Como é possível viver uma vida simples com um pensamento elevado ?

R: Viver uma vida simples é viver satisfeito com o mínimo de necessidades da vida. Um homem pode ter muito dinheiro mas pode não saber ler, pode não ouvir música, pode não ler as escrituras, pode não apreciar a pintura. Tal homem tem uma vida rica mas pensamento reduzido. Ele deveria aperceber-se que um homem não vive para as riquezas mas que as riquezas são para ele.

P: O homem moderno está sujeito a uma constante tensão. Como podemos ultrapassar esta tensão ?

R: Isso é devido à falta de direcção. A direcção correcta é necessária. Quando você vai atrás de coisas que não lhe proporcionam os fins que você quer alcançar você sentirá frustração que leva à tensão. Se você for objectivo, avaliar o mundo, os seus esforços e os seus resultados desapaixonadamente, você terá lazer dentro de si e, dessa forma, não haverá tensão. Pare de trabalhar e descanse quando você sentir que o trabalho está a desgastá-lo ao invés de despertar o melhor de si.

P: Será possível desenvolver harmonia entre a prosperidade materialista ocidental e a visão oriental filosófica do mundo ?

R: Algum tipo de harmonia pode ser conseguida se as pessoas que não têm uma visão dogmática e que conseguem pensar em termos de puro entendimento sem serem influenciadas por formas exteriores fizerem uma tentativa. A sabedoria Oriental pode ser entendida pelo Ocidente, o Oriente deverá absorver o estilo de vida ocidental - preservar o ambiente limpo, prontidão em trabalhar, conhecimento para coordenar ideias, etc; o Ocidente deverá saber como partilhar e sacrificar. Isso será belo.

P: O que você quer dizer com "real" e "irreal" ?

R: Realidade é aquilo que não se transforma. Qualquer coisa que não dependa de outra coisas para a sua existência é real, Consciência é realidade. Tudo depende disso. Podemos dizer que algo é irreal se for visto que é contraditório, transitório e completamente dependente das fases passageiras da consciência. Não tem qualquer existência independente. O "Eu" que significa Consciência não muda - não depende de nada. Isso é o Real.

P: A ciência pode levar à verdade ?

R: A ciência não pode levar à verdade, ela quer descobrir a verdade. A ciência tem que se confinar a si mesma apenas com meias verdades. Aquilo que nunca muda e é irrestrito é verdade. Toda a ciência é empírica. Apesar da ciência física que é objectiva não poder levar à verdade absoluta, a ciência metafísica pode capacitar uma pessoa a realizar a verdade absoluta desde que o seu campo inclua o "Eu" também.

P: Qual é a posse mais querida de um homem para além da sua vida ?

R: A posse mais querida de um homem para além da sua vida é a sua felicidade e não há mais nada permanentemente querido à parte disso. Uma pessoa está pronta a sacrificar a sua vida para assegurar a sua felicidade.

P: Você não pensa que tanto sexo e crime apresentados pelo filmes, livros e revistas corrompem a moral pública ?

R: Penso que não. Eu diria que se deve a uma educação imprópria. Os produtores dos filmes dão às pessoas o que elas querem. Se a sociedade não aceitar os filmes recheados de crime, o produtor não o voltará produzir.

P: Você tem alguma coisa a dizer sobre os milagres produzidos por alguns Swamijis ?

R: Um milagre é um evento sobre o qual você não sabe a causa. Claro que os swamis sabem a causa. Deveríamos lembrar que de alguma coisa vem alguma coisa - Ninguém pode produzir algo a partir do nada.

P: Quais são as três lições mais importantes que você aprendeu da vida ?

R: 1. Aceite os factos tal como eles são e depois aja para os melhorar. 2. Aja o tempo todo, nunca reaja. A reacção não produz nada. 3. Compreenda que toda a gente também tem uma mente como você e por causa da mente toda a gente tem problemas.

P: Como podemos melhorar a qualidade da mente ?

R: Podemos melhorar a qualidade da mente usando-a para compreender o valor dos valores na vida, aprendendo a pensar desapaixonadamente. Estudar livros como a Gita irão ajudá-lo a conquistar a mente que você quer.

P: Pode uma pessoa adquirir poderes sobrenaturais através da meditação ?

R: É possível adquirir poderes sobrenaturais através da meditação. Mas tudo depende do tipo de meditação a que você recorre ou no que você medita para adquirir certos poderes. Mas depois para quê esses poderes ?

P: Como podemos ultrapassar o medo ?

R: Se nós aceitarmos as situações nós não teremos medo. O medo pode ser absolutamente ultrapassado eliminando o segundo. Por isso, desde que você não se sinta ameaçado por outro não existirá medo. Tente descobrir a causa do medo e depois determine como você tem vindo a renová-lo.

P: Como podemos ser assertivos sem sermos agressivos ?

R: Quando uma pessoa se sente insegura, quando não se sente certa sobre ela mesma, torna-se agressiva. Quando ela está serena em qualquer circunstância ela é assertiva, não agressiva.

P: Pode dar-nos a melhor dica para uma meditação superior ?

R: Toda a gente tem concentração, se a pessoa for normal. Apenas quando não tem interesse num determinado assunto não tem concentração. Desenvolva um interesse no assunto. Logo terá concentração. Tente encontrar no assunto coisas interessantes para trabalhar.

P: O que há para além da vida ?

R: Se há uma vida para além é vida de novo - por isso pode ser numa forma diferente e num lugar diferente.

P: Qual é o momento mais feliz da sua vida ?

R: Eu considero todos os momentos como sendo os mais felizes da minha vida. Quando eu respondo à sua pergunta esse momento também é o mais feliz. Todos os momentos são felizes para uma pessoa se ela tem o conhecimento verdadeiro.

 


*Tradução do original em inglês. Este texto foi publicado no Blog do tradutor http://www.yogavaidika.blogspot.com/    

Share this article: 
| More


 

 



Desenvolvido por pontodesign  
 X