Pesquisar:







banner_yoga_pro_br

Ensinamento

STHAIRYAM, Perseverança
Simão Monteiro
02-10-2013


Perseverança, firmeza de estabilidade (niṣṭha), persistência, constância ou compromisso são sinónimos da palavra sthairyam.

Uma das maiores dificuldades que todos enfrentamos quando decidimos realizar uma tarefa é completar essa tarefa. Não raras vezes falta-nos a determinação e a persistência para terminá-la. Podemos começar a tarefa com grande entusiasmo, com a garra de um leão, mas esse entusiasmo eventualmente acaba por desvanecer-se, porque é necessário um grande esforço para completar a tarefa ou porque nos distraímos com outras coisas.

O Svāmi Dayānanda ensina que “um esforço firme, da parte de alguém, em relação a qualquer objectivo ao qual ele se tenha comprometido a realizar ou em relação a quaisquer deveres que a própria responsabilidade impõe, é sthairyam”.

Assim, temos dois tipos de compromisso: compromisso com respeito às nossas próprias acções (karma niṣṭha) e compromisso com respeito aos nossos deveres como cidadãos, como pessoas de família, como trabalhadores ou como amigos (dharma niṣṭha).

Karma niṣṭha significa acabar aquilo que decidimos começar. Se, impulsivamente decidimos começar uma tarefa, o mais provável é que desistamos a meio. É muito importante pensar bem antes de agir, avaliando quer as nossas capacidades quer a exigência da tarefa em si. Uma vez que decidimos empreender tal tarefa devemos saber que não existem tarefas livres de obstáculos. Maiores ou menores, cedo ou tarde, os obstáculos acabarão por aparecer. E nesses momentos é necessária uma grande persistência para ir até ao fim. 

Dharma niṣṭha é o compromisso para com os nossos deveres. Como seres humanos, representamos vários papéis na sociedade e cada um desses papéis implica responsabilidades, deveres. Como membro de uma família tenho certos deveres a cumprir, como trabalhador e membro de uma sociedade, outros. Dharma niṣṭha é colocar os nossos deveres à frente dos nossos gostos e aversões particulares e fazer por 
cumpri-los. 

Para o autoconhecimento, o mais alto dos objectivos que uma pessoa pode aspirar, é necessário um comprometimento total. Esse autoconhecimento é o resultado de um longo processo de estudo, remoção de dúvidas e integração daquilo que foi escutado. E isto requer uma grande disciplina e constância, diárias.

Partilhe este artigo: 
| Mais


 

 



Desenvolvido por pontodesign  
 X